segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

A cor inexistente

Os pesquisadores da universidade americana de Rochester estão desenvolvendo uma nova tecnologia com o raio laser, criando cores diversas através do reflexo da luz em micro-ranhuras na superfície do metal - igual ao princípio de reflexão da luz que cria as cores nas asas da borboleta.
As incisões, menores que milésimos de milímetro, são imperceptíveis ao toque humano e podem ser aplicadas a diversos metais como ouro, platina, prata, titânio, tugstênio e alumínio.
Por enquanto as experiências já conseguiram criar ouro e titânio negro, titânio azul, platina dourada e até mesmo alumínio dourado – igualando - pelo menos visualmente – metais menos nobres aos preciosos... E eles imaginam conseguir, através desse processo, criar todas as cores da palheta, trazendo assim inovações importantes ao setor de jóias e relógios.


Agora é só esperar para ver...

Legenda 1: Alumínio dourado, titânio azul, platina dourada,
Legendas 2 e 3: alumínio dourado, titânio negro
Fotos: Richard Baker, University of Rochester

Um comentário:

maura dias disse...

Novas tecnologias para o mercado joalheiro me fascinam. Ida, essa sua informação vale muito !